Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Tudo que procura, encontra nas Páginas Amarelas.

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Tudo que procura, encontra nas Páginas Amarelas.

A Internet pode fazer você se sentir inteligente.

Segundo Fay Shopen o conhecimento adquirido através das inúmeras plataformas digitais não faz ninguém inteligente, afinal, na maioria das vezes tratamo-lo de forma superficial. O acesso ao Google e a descoberta das informações faz-nos dar um sentido inflacionado da nossa própria inteligência. Sentimo-nos inteligentes sem o ser necessariamente, porque tudo o que precisamos é uma conexão com a internet. Porquê? Porque, aparentemente, “googlar” as coisas, faz-nos sentir mais inteligentes.  Quanto mais dependentes nos tornamos dos motores de busca (Google, Yahoo), lembramo-nos cada vez menos.

 

A facilidade de acesso á internet enfraquece o nosso raciocionio lógico, isto é, as pessoas tornaram-se preguiçosas para pensar. A Sociedade britânica de psicologia fez um estudo recente que refere que a utilização da internet nos faz acreditar que sabemos mais que do que nós realmente sabemos.

 

Na fase de experimentação, os pesquisadores da universidade Yale solicitaram aos participantes porque usam a internet para responderem as perguntas aleatórias, incluindo” porque há mais mulheres do que homens?” Um grupo fez o mesmo sem internet. E sabem o resultado? O grupo que tinha usado internet era mais propenso a querer demonstrar o seu próprio conhecimento.

 

Vivemos numa época tão virtual que o conhecimento é ilusão. É como se não soubéssemos de nada...Pensamos que sabemos mas quem te fornece as informações é o Google. No teatro desta vida vivemos um papel secundário pois quem comanda são as maquinas como por exemplo o Google. No entanto, se tivéssemos um jogo sobre cultura geral, o ser humano não respondia a nem metade.

 

Tudo o que se lê no Google tem um tempo limitado, é momentâneo. Não aprofundamos o conhecimento sobre a matéria. Esquece-se. Como por exemplo: hoje em dia, a maioria das pessoas só leem o titulo da noticia e não o corpo (conteúdo) do texto. A informação fica parcelada/dividida em vez de completa.

 

Os pesquisadores de Yale concluíram que havia algo especial sobre o ato de pesquisar na internet. É  gratificante encontrar rapidamente respostas online.  É fácil ignorar o facto de que foi a máquina que encontrou a informação, estamos no controle da máquina e, como tal, sentimos que somos o dono dessa informação. Usamos os smartphones como uma extensão do nosso cérebro. Não me lembro de algo? Pesquiso no Google, simples assim.

 

ew.jpg

 

 

Um segundo estudo do Journal of Experimental Psychology, considera que, o acumulado conhecimento da internet pode levar as pessoas a tornarem-se mais mente fechada. Os participantes foram manipulados para se sentir como ignorantes ou especialistas através de perguntas fáceis ou difíceis sobre um determinado tópico, como a política.  Os "especialistas" demonstraram ter a mente menos aberta quando perguntaram questões deste género "estou aberto a considerar outros pontos de vista políticos."

 

 

Eu não sei qual a lição a levar para casa de tudo isto - o conhecimento é uma ilusão, sim, e temos de ter cuidado com este facto.  Mas sempre foi assim – especialistas e generalistas existiam muito antes do Google. E talvez, no que respeita ao segundo estudo, quanto mais pensamos que estamos certos, mais satisfeitos e convencidos nos tornamos, logo mais seguros em nossas próprias opiniões.  Nós somos apenas humanos, afinal.  Ainda que sabemos de algo, googlamos de qualquer maneira, só para ter certeza.

 

Já não temos tanta segurança do que realmente sabemos e somos, porque mais recorremos mais ao Google para ter a certeza.

 

 

Por Antónia Rodrigues – Departamento de Produção das Páginas Amarelas de Cabo Verde

Fonte: http://www.theguardian.com/commentisfree/2015/nov/02/internet-smart-information-google