Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Tudo que procura, encontra nas Páginas Amarelas.

30
Mar16

Mulher

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Em memória daquelas lutaram e perderam as suas vidas para que hoje tivéssemos direitos equiparados ao sexo masculino, que dedicamos o texto dessa semana a todas as mulheres e principalmente as nossas cabo-verdianas. Mulheres de fibras, que desbravam rochas, lutam dias apos dia para que tenhamos uma sociedade mais justa e mas digna para os nossos filhos.

 

Aos poucos, conquistaram os seus lugares em todos os parâmetros da sociedade, na educação, na política, economia entre outras áreas que dominam com competência, profissionalismo e muito rigor.

 

12792218_683266385109466_7296805014729987467_o.jpg

 

Para comemorar esse mês dedicado a mulher ouvimos uma das flores da Yellow Team – Páginas Amarelas de Cabo Verde. Adelaide Melo – Diretora de Vendas, com 19 anos de casa e que sempre exerceu funções na área comercial, nos conta um pouco da sua experiencia profissional conjugada a sua tarefa de mãe. Ela ressalta que os desafios são constantes mas o que faz a diferença é a forma como lidamos com cada um. “Pertenço a uma empresa que tem uma equipa espetacular e quando isso acontece todas as barreiras são ultrapassadas de forma natural”

 

IMG_2898.jpg

 

Abaixo a entrevista:

 

Para ti qual a característica fundamental para um bom comercial?

Ter paixão, conhecimento, autoconfiança, saber ouvir, ter metas, objetivos, Ética, honestidade, ser proactivo e principalmente ter respeito pelo cliente.

 

Como foi para ti conjugar a carreira e a tarefa de ser mãe?

Na nossa profissão temos que viajar muito, só a título de exemplo, para poder dar continuidade amamentação da minha filha viajei com ela até os 2 anos. Em cada ilha\zona tinha que arranjar uma baba diferente. É claro, sem falar da ausência que dificulta na educação e acompanhamento dos filhos.

 

Considera-se hoje uma pessoa com um Networking bem construído?

Tenho a certeza que sim, é outro lado bom da nossa profissão, ajuda-nos a construir bons relacionamentos profissionais e a ampliar as nossas redes de contactos. É claro que deve haver um trabalho para que possamos mante-los eficientes.

 

Nesses anos de trabalho o que foi mais gratificante?

Como mulher, a minha independência financeira, como profissional aumento dos meus conhecimentos, a capacidade de ultrapassar os obstáculos (seja ela pessoal ou profissional) e como mãe, ver que fui capaz. Ainda que muitas vezes, ausente em momentos importantes, fui capaz de educar, amar e acompanha-los. É uma sensação de dever comprido e de realização.

O importante em cada trajetória profissional e profissional é poder no final de cada dia dizer, valeu a pena. No final os sacrifícios são todos compensados pelo trabalho árduo, a dedicação, o compromisso. Somos e sempre seremos a fonte da mudança, afinal, a educação ainda está nas nossas mãos.

 

 

Por Cheila Delgado

22
Mar16

Porque não gostamos de clientes éticos?

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Segundo a pesquisa do professor Reckec, a maioria das pessoas vão optar por não ver as questões ligadas a ética dos produtos e serviços. A pergunta que ele lança é: Quando não procuras informações sobre a conduta ética de uma empresa e de seguida vez um outro consumidor a fazê-lo, como te sente?

 

A resposta é, os que não o fazem, classifica os outros como sendo chatos, estranhas e menos atraentes. Isso é visível quando deparamos com um cliente mais exigente e que exige um pouco mais de nós. A tendência é o cliente mais fácil agradar-nos.

Reckec questiona: os humanos são tão terríveis que acham as pessoas que fazem o bem são estranhas?

 

Quando vemos uma pessoa a fazer o que é correto, das duas, umas, ou o caracterizamos negativamente ou então somos levados a inspirarmos e segui-lo. Temos uma prospeção a comparamos com os outros. O ser ético ou não normalmente vem do querer ser igual a uma outra pessoa, o que não é o comportamento ideal. O sentido de ética deve ser algum interiorizado e entendido por cada um.

 

rt6h6.jpg

 

Um exemplo disso é por vezes pessoas incomodarem por alguém querer saber se por traz da produção de um determinado produto, há a exploração do trabalho infantil. Aqui é um exemplo prático de avaliarmos a nos mesmos, pois só nos observando atentamente é que isso será possível.

 

Mas afinal o que as empresa devem tirar disso?

As empresas que trabalham de forma ética precisam anunciar as suas práticas de forma destacada nas suas embalagens para que os consumidores nas lojas possam ter a opção de escolha. Estes só irão utilizar as informações se elas lá estiverem. É mais fácil nos despir dessas responsabilidades se não as conhecemos.

 

O resultado desses comportamentos são pessoas sem bases éticas o que reflete no dia-a-dia das empresas. É preciso falar sobre isso de forma clara e sem tabus, para que haja dialogo, troca de ideias no seio de uma organização que queira seguir os preceitos éticos e morais. Afinal profissionais éticos irão gerar produtos e serviços de melhor qualidade e credibilidade.

 

Por Cheila Delgado

Fonte: https://hbr.org/2016/04/ethical-shoppers-dont-inspire-us-they-bug-us

18
Mar16

O Marketing e a sua Responsabilidade Social

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Com o advento da nova consciência social das empresas, a palavra de ordem para as que querem preservar a sua imagem e que preocupa-se com o meio onde está inserido, é a responsabilidade social. No entanto, é comum que os conceitos de marketing social e responsabilidade social se divergem e se complementam ao mesmo tempo.

 

Vejamos o seguinte: uma empresa que trabalha em comunhão com as necessidades dos que dela fazem parte e da comunidade em que encontra-se, poderá valer desse feito para engrandecer o seu marketing empresarial. Afinal, hoje mais que nunca, as pessoas preocupam-se com o que as companhias estão a fazer e como o fazem.

 

werty.jpg

 

 

No mercado competitivo que está mergulhado o mundo dos negócios, a conquista do consumidor não passa apenas pela confeção de um produto ou serviço. Aqui os fins não justificam os meios e por isso, é preciso estar atento as mudanças comportamentais dos consumidores e adequar as suas expectativas.

 

É comum ver empresas que cometem erros graves, quando confundem os conceitos de responsabilidade social com oportunismos e a vontade de ver a sua marca atrelada a algum ato de solidariedade. Essas devem ter sempre atenção quando estão envolvidas em alguma ação social. A maneira como comunicam a seus públicos os seus feitos pode ser interpretada de formas destorcida.

 

No fundo a responsabilidade social e o marketing são bases complementares das boas formas comunicacionais de uma empresa. Ao trabalha-los de forma estratégica, maximizando as oportunidade e minimizando as ameaças, é possível a construção de uma boa imagem empresarial.

 

Por Cheila Delgado

 

 

02
Mar16

Marketing Pessoal

Páginas Amarelas de Cabo Verde

Segundo o consultor de carreira Max Gehringer, Marketing Empresarial é o conjunto de ferramentas que uma empresa utiliza para fazer com que os seus produtos e serviços sejam conhecidos, apreciados e comprados. O Marketing Pessoal não é mais nem menos do que a capacidade de uma pessoa aplicar esse conceito em benéfico da sua carreira e do sucesso pessoal e ou profissional.

 

Investir na carreira profissional é muito mais do que um curriculum bem apetrechado e a conquista de um bom emprego. Para que a carreira profissional de qualquer pessoa seja bem-sucedida, não é suficiente fazer apenas o que lhe é delegado. É necessário uma atenção especial a pequenos itens que vai diferenciar-lhe dos outros profissionais e é claro,  fazer com que a empresa confie no seu potencial. Nesse aspeto conta muito a sua proclividade, vontade de aprender e dedicação.

 

ghj.jpg

 

Presta atenção nessas características que marcam o profissional que sabe trabalhar o conceito de Marketing Pessoal:

  1. Formador de opinião – um profissional que investe em s,i sabe se colocar em todas as situações e consegue disseminar os seus ideais, sem se impor. É a esse colega de trabalho que normalmente que os demais pedem opinião/sugestão sobre determinados assuntos;

 

  1. Liderança – capacidade de fazer com que as pessoas a sua volta o sigam e sejam influenciadas de forma natural e espontânea;

 

  1. Confiança – a aptidão de ter dos outros o sentimento de segurança e do poder contar. As tarefas de maior responsabilidade são de responsabilidade dessa pessoa, pois é nele que o gestor deposita a sua confiança;

 

  1. Maturidade - um profissional que tem uma perspetiva de carreira, com certeza saberá mediar conflitos sem criar mais conflitos. Isso lhe faz capaz de assumir cargos ou projetos de grande responsabilidade;

 

  1. Integridade – nunca prejudica o outro para que o seu trabalho seja valorizado. Trabalha arduamente para que tenha bons resultados, e não espera que lhe peçam para que as suas tarefas sejam executadas;

 

  1. Otimismo – é uma fonte de positividade para aqueles que lhe cercam no dia-a-dia de trabalho. Os obstáculos que aparecem no meio da caminhada são vistos como fonte de crescimento, e oportunidade de aprimorar as suas capacidades. Afinal, muitas vezes os obstáculos são muito mais fáceis aparentam;

 

  1. Paciência – ninguém é promovido em uma empresa íntegra, caso não fizer por onde. Por isso, construa a sua aura profissional fundamentada em valores que irão levar a construção de uma carreira solida e longe de cunhas e bajulações.

 

É importante que na carreira haja uma visão clara do que representas para a empresa e onde queres chegar. Independentemente da função que exerce atualmente invista sempre na sua melhoria com pessoa e como profissional.

 

Por Cheila Delgado

Sobre mim

foto do autor

Pesquisar

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Comentários recentes

  • Carrefour

    Excelentes dicas, discutimos isso esta semana na e...

  • Anónimo

    Te amo maninha... Bjs

  • Alcinda

    Assino por baixo da grande entrevista dada por est...

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D